NOTÍCIAS

 

Publicada em: 2019-03-07

 

8 DE MARÇO, LUTA E RESISTÊNCIA DAS MULHERES

 

 

 

GALERIA DE FOTOS

______________________________________________________________________________________________________________________

_____________________________________________________________________________________________________________________

A Educação Popular e o Feminismo são teorias que se traduzem nas práticas cotidianas das pessoas. A atual conjuntura nos desafia a analisar a realidade, refletir os desafios, mas em especial resistir aos retrocessos e enfrentar uma onda que viola os direitos humanos, em especial das mulheres. São elas que vivenciam um contexto sócio-político-cultural-econômico com muitas desigualdades, diferente dos homens.

 

A maioria das mulheres vivem nas periferias em péssimas condições estruturais de moradia, enfrentando cotidianamente a falta d'água que sobrecarrega ainda mais as tarefas domésticas, péssimas condições de saneamento que contribuem para o adoecimento, dificuldade de acessar e ou permanecer nas escolas  e ou universidade públicas, falta de creche para filhos(as), baixa qualidade do serviço de transporte público que contribui para as mesmas se atrasem ou percam seus trabalhos(já precários), taxas altas e vivenciam situações de violência e assédio sexual no transporte público e nas ruas, entre outras problemáticas estruturais. No cotidiano das mulheres, e não só das mulheres pobres e periféricas, o aumento assustador da violência doméstica, é fruto do machismo e do patriarcado que não aceitam em muitos casos o não das mulheres nas suas relações opressoras.

 

A Escola de Formação Quilombo dos Palmares/EQUIP é uma organização mista em relação a sua composição de gênero, homens e mulheres, mas posicionada no campo da esquerda fortalecendo a luta contra o patriarcado, racismo, capitalismo e LGBTIFOBIA. Vivemos uma política estruturada no fascismo, onde o ódio está acirrado e se expressa no aumento do feminicídio e violência contra as mulheres. Sabemos que são tempos difíceis, mas não impossível de transformá-los! A luta das mulheres e a luta feminista nos motivam a cada dia mais a apostar na educação popular transformadora de ações e na luta feminista pela autonomia e liberdade das mulheres. Como educadores/as e militantes da Educação Popular são essas inspirações que nos move. Dessa forma, convidamos nossos parceiros de lutas a fortalecerem as ações do 8 de Março junto ao movimento de mulheres e feminista (nos estados em especial da região Nordeste onde temos maior incidência), reafirmando os direitos à LIBERDADE e a VIDA de todas as MULHERES. 

 

Neste 8 de Março, a EQUIP estará nas ruas junto as mobilizações de mulheres, contribuindo nos debates, mas sobretudo atenta nas escutas e nas falas das mulheres que traduzem suas experiências vivenciadas em uma sociedade excludente em relação a classe social, machista, racista e lesbotransfobica. A EQUIP também estará nas ruas neste 8 de março protestando contra a proposta da reforma da previdência que, no seu texto inicial,  traz grandes prejuízos às mulheres como o aumento da idade mínima para se aposentar, expressando claramente o perfil do atual governo de exclusão das minorias e em especial das mulheres.

 

8 DE MARÇO, EEDUCAÇÃO POPULAR E FEMINISMO

NA RSITÊNCIA CONTRA O MACHISMO, O PATRIARCADO, O RACISMO E LESBOFOBIA

PELA LIBERDADE E AUTOMIA DAS MULHERES

 

 

Voltar